Comic-Con 2013 | Painel Game of Thrones

O Norte se lembra“, diz o vídeo in memorian que abriu o painel de Game of Thrones na Comic-Con 2013. O vídeo bem-humorado lembra todas as mortes das três primeiras temporadas, com muito sangue e degolas, mas poupa os personagens mais queridos do público (a maioria deles da família Stark) – que são lembrados no vídeo em seus momentos de honra e alegria, e não na hora da morte.

Game-of-Thrones-Trono-de-Ferro-segundo-Marc-Simonetti

O painel contém spoilers da terceira temporada.

Depois do vídeo, os produtores da série, David Benioff e D.B. Weiss, apresentam a entrada do elenco principal e do criador George R.R. Martin. “Eu tenho muitos personagens, então matar alguns sempre gera espaço para os outros e oportunidades para atores e atrizes aparecerem“, brinca Martin logo no começo, quando perguntado sobre a mortandade na história. Richard Madden conta que chorou durante as gravações da morte de Robb, assim como a equipe técnica da série – “algo que eu nunca tinha visto antes“, diz Benioff.

Game-of-Thrones-3a-temporada-Fotos-para-a-TV-Guide-Individuais-Tyrion-Lannister

Ainda sobre o Casamento Vermelho, Benioff conta que o momento da degola de Catelyn com Michelle Fairley foi encenado 20 vezes. “O momento em que a porta do salão se fecha, a luz diminui e a música muda é que ela percebe que algo vai acontecer, um frio na espinha como se ela estivesse entrando em sua própria cova“, lembra a atriz.

Ainda no clima de fatalidades, o elenco comenta o futuro. “Eu não quero saber o que vai acontecer. Eu fico na expectativa mas prefiro não saber“, diz Peter Dinklage, que ao começo do painel foi apresentado por Benioff como “o cara mais gentil que eu conheço, apesar do que dizem ao contrário“, mas não deixou de responder as demais perguntas com seu conhecido sarcasmo. “Se algum dos atores quiserem saber o que acontece no futuro com seus personagens, eu conto, mas até agora não contei a ninguém do elenco e alguns atores preferem não saber mesmo“, diz Martin depois.

Weiss conta que segurar os spoilers do livro era um ponto crucial desde o começo. “Para nós o grande teste foi a primeira temporada para saber se as pessoas dariam com a língua nos dentes sobre o que acontece com os personagens. E depois que a base de fãs conseguiu manter segredo [até a morte de Ned] foi a prova para a gente de que estávamos diante de um público legal“, diz Weiss. Martin comenta a conhecida reação dos fãs: “gosto quando as pessoas colocam fogo num livro meu, jogam na lareira, dizendo que nunca mais vão ler uma palavra do que escrevo, e na semana seguinte eles vão comprar uma cópia nova do livro“.

Game-of-Thrones-3a-temporada-Fotos-para-a-TV-Guide-Individuais-Jon-Snow

Sobre o desabrochar de Sam, John Bradley reflete: “Sam é quase como um acadêmico, ele absorve coisas, e ele viveu dentro de sua mente por muito tempo. E o momento da virada acontece nesta temporada. As pessoas dizem que o Sam usou a sabedoria que tinha sobre White Walkers na hora em que destruiu um deles, mas foi muito mais uma reação, não um ato consciente“.

Game-of-Thrones-3a-temporada-Fotos-para-a-TV-Guide-Individuais-Daenerys-Targaryen

Jon Snow tenta sempre procurar uma figura paterna, segundo Kit Harrington: “Ele vai de Ned para Benjen, depois Mormont, depois Mance Rayder…“. Falando em figuras paterna, Dinklage comenta suas cenas com Charles Dance, um dos pontos de destaque do ano três. “Às vezes você não consegue imaginar um outro ator num papel, e pra mim, Charles Dance é o único que pode viver Tywin. Os três filhos dele não são completos, cada um deles tem falhas de personalidade que são compensadas pelos outros. E ele se sente diante de Joffrey do mesmo jeito que Tyrion, ele só não diz. Um ator só é bom quando está diante de um ator bom, e tenho muita sorte em relação a isso.

O momento inusitado do painel foi quando Jason Momoa surgiu de repente, vindo dos bastidores, mandou um beijo para Emilia Clarke, acenou para o público e voltou para os bastidores – tudo em menos de 15 segundos. Antes de passar para as perguntas dos presentes, Weiss apresentou uma cena deletada com Tywin e o grande-mestre Pycelle, no momento em que Tywin assume a posição de Mão do Rei. Ele pesca do lado de fora de Porto Real e logo de cara rechaça o teatrinho do conselheiro. “Não é possível que os outros não vejam sua encenação“, diz, e Pycelle deixa sua posição curvada de velho e fica ereto. Depois de ouvir os argumentos de Pycelle, Tywin diz que o conselheiro agora trabalhará a seu favor – e recolhe mais um peixe com sua linha e entrega uma cesta cheia deles nos braços do velho – que então volta a ficar corcunda e retorna ao castelo.

Martin termina falando sobre os livros que ainda precisa escrever. “É melhor eu me apressar porque a série está me alcançando“, diz. “Há muito material para explorar se eu quiser fazer mais histórias em Westeros, como a do Rei Louco, mas por enquanto não há planos além de terminar a saga principal.

Assista ao vídeo in memorian abaixo:

 

Anúncios

Sobre Will Alvez

Vida Cinematografica

Publicado em julho 20, 2013, em Comic-Con. Adicione o link aos favoritos. Deixe um comentário.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: